Congresso Nacional do Fisco Estadual e Distrital

arthur william vito gianotti fenafisco conafisco foz do iguacuO terceiro dia do XVI CONAFISCO disponibilizou aos representantes do Fisco uma programação intensa, iniciada com a apresentação de painéis, debates, e a tão esperada Noite de Talentos – momento de grande confraternização entre os presentes.

No início da tarde “Mídias Sociais e os Movimentos Populares” foi tema do primeiro painel do evento. Os palestrantes Vito Gianotti (coordenador do NPC), Raíssa Galvão (Movimento Ninja) e Arthur Willian(NPC) debateram a importância da internet e redes sociais no desenvolvimento dos protestos e manifestações populares, por viabilizarem a um grande número de pessoas um novo modelo de organização efetiva, em defesa de interesses da sociedade civil.

Gianotti destacou a força da comunicação como instrumento de mudanças e defendeua redistribuição das concessões públicas de rádio e TV, para desarticular o monopólico estabelecido atualmente pela grande mídia. “É preciso uma grande reforma na mídia. A síntese para mim é simples: existem duas mídias, a hegemônica que serve ao sistema e a mídia antissistema, que deve ser feita pelos trabalhadores,” explica.

Durante sua palestra, Raissa Galvão ressaltou a importância de uma comunicação livre e independente. “Precisamos investir cada vez mais no jornalismo colaborativo, capaz de transmitir informação em tempo real, por meio das ferramentas tecnológicas disponíveis”.

O terceiro palestrante da mesa, o jornalista Arthur William, ajudou os presentes a entender o que é a nova sociedade da informação, com a utilização das mídias sociais para a organização social e para o fortalecimento sindical.

“O mundo de convergência tecnológica e as recentes manifestações fizeram que o movimento social aprendesse muito sobre as novas formas de se comunicar,” explica William.

Para o presidente do SINDIFISCO/PA, Charles Alcântara, as discussões trouxeram um olhar diferente sobre a comunicação. “A mídia comercial defende os interesses de seus donos e do lado de cá, a mídia sindical e a mídia dos movimentos sociais também precisam ter lado e ter posição.”

Para o presidente do SINDAFEP, Agenor Carvalho Dias, a necessidade de se investir em comunicação também é importante de se destacar.”É necessário que os sindicatos olhem para comunicação de forma a diferente, não como um gasto, mas como uma ferramenta fundamental para informar e avançar nas conquistas sindicais.”

FONTE: Fenafisco.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This